CARREGAR MAIS

DAF Caminhões Brasil anuncia seu novo presidente Carlos Ayala

16/08/2018 23h59 Atualizado em 21/08/2018 13h08
 

Por Maria Alice Guedes

malice@transpodata.com.br

A DAF Caminhões Brasil tem novo presidente. Carlos Ayala, nascido no México, com ampla experiência de desenvolvimento de produto à comercialização, destacou-se como diretor comercial América Latina e diretor nacional de vendas da Kenworth México, do Grupo PACCAR. Para dar conta dos desafios, entre eles, o de dobrar a rede de concessionárias no Brasil, principalmente no norte, nordeste e centro-oeste do país, atendendo grande parte da produção de grãos e agropecuária, Ayala conta com um time de colaboradores que aposta na força-tarefa de multiplicar a frota, que bateu o recorde em junho deste ano com 128 unidades comercializadas, colocando a DAF em 10º lugar no ranking com o modelo XF105 e participação de 4,86% nos pesados.

Graduado em engenharia mecânica pela Universidade de Cetys, no México, o novo presidente da DAF, que concluiu também o Programa Executivo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, conhece bem a extensão do território brasileiro e sabe que aqui há todos os tipos de operações com diferentes níveis de severidade. "O que torna nosso trabalho empolgante e desafiador é termos clientes apaixonados pelas estradas e por caminhões", afirma. 

A expansão da DAF em revendas, serviços e pós-venda já inclui parceiros como a Caiobá Trucks, em Campo Grande (MS), a unidade Via Trucks em Contagem, o Grupo Somafértil que juntos cobrem toda a região do triângulo mineiro, além de postos autorizados em Duque de Caxias (RJ), Recife (PE) e Ji-Paraná (RO). Segundo Luis Antonio Gambim, diretor comercial da DAF, o aumento da rede de concessionárias está apoiado também na qualificação dos funcionários, treinados e capacitados pela DAF Academy, inclusive com certificação para prestar serviços de alta performance que evitem caminhão parado. 

A fabricante holandesa de caminhões marca presença no Brasil desde 2011 com sua planta de 270 mil m² em Ponta Grossa, no Paraná, e mais de 3,5 mil caminhões emplacados, o que a coloca em quarto lugar em vendas com 7,2% de participação de mercado.  

 
LEIA TAMBÉM