CARREGAR MAIS

Mercedes-Benz utiliza alta tecnologia em nova Linha de Cabinas

01/03/2019 10h13 Atualizado em 01/03/2019 10h21
 

Por Redação Transpodata

redacao@transpodata.com.br

A Mercedes-Benz do Brasil inicia 2019 com mais um importante avanço no rumo da Indústria 4.0 no País. Pilares da quarta revolução industrial como tecnologia digital, conectividade, dados na nuvem, Big Data e Internet das Coisas já estão presentes na Linha de Cabinas de caminhões da fábrica de São Bernardo do Campo (SP). Segundo Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, é um passo decisivo para avançar a produção de motores, câmbios e eixos, e ainda de chassis de ônibus”. 

Com um novo ambiente de trabalho na produção de cabinas, a Mercedes-Benz projeta ganhos de 15% em eficiência e 20% em logística em relação a processos anteriores. 

A nova Linha de Cabinas 4.0 vem desenvolvendo e testando, por exemplo, o uso de soluções inéditas na Empresa, na Daimler Trucks e em veículos comerciais no País como óculos de realidade aumentada, robô colaborativo e exoesqueleto que trazem ganhos importantes de ergonomia, qualidade de vida e segurança no ambiente de trabalho para os colaboradores. Philipp Schiemer ressalta que a nova linha de Cabinas faz parte do investimento no Brasil, dentro do aporte de R$ 2,4 bilhões programado entre 2018 e 2022. “A Mercedes-Benz segue confiando no potencial do mercado brasileiro”. 

Para Carlos Santiago, vice-presidente de Operações da Mercedes-Benz do Brasil. a Linha de Cabinas também é resultado do aprimoramento do processo ergonômico nas células de trabalho e do investimento contínuo na qualidade de vida dos colaboradores, com participação da área de Medicina e Segurança do Trabalho. 

Alta Tecnologia

As tecnologias aplicadas permitem disponibilizar dados em tempo real para diversas áreas da fábrica, juntamente com um aplicativo que proporciona monitoramento total da produção pelo celular e de qualquer lugar. Essa ferramenta tem interface com a planta de Juiz de Fora (MG), em que ocorre a pintura das cabinas, e com diversas áreas de São Bernardo do Campo. 

Dados gerados por equipamentos como as apertadeiras eletrônicas, robôs e AGVs (Automatic Guided Vehicle ou Veículo Guiado Automaticamente) são armazenados em um Data Lake e alimentam sistemas de inteligência artificial e Big Data. Utilizando recursos de Analytics, pode-se monitorar a qualidade de todos os produtos, detectar falhas e até fazer uma correlação com as informações de Vendas, flexibilizando o mix de produção.

O uso da realidade aumentada está sendo utilizada, a partir deste ano, no início do processo de montagem inferior da cabina para manutenção preventiva. Óculos de Realidade Aumentada possibilita visualizar imagens com parâmetros e informações dos sensores de um determinado equipamento ou do processo produtivo. Permite ao operador ou inspetor que atue de forma rápida e com as mãos livres, tendo o suporte de áudio, vídeo e outros documentos que auxiliam o processo de manutenção, garantindo redução no tempo de atendimento e qualidade na execução da tarefa. 

Robô auxilia os operadores em ações repetitivas

O robô colaborativo em sintonia com os operadores, alivia esforços em atividades repetitivas, contribuindo para maior assertividade e qualidade. De braço duplo e mãos flexíveis, manuseia qualquer objeto, com alto nível de precisão. Graças a seu design compacto e ao controle preciso, não exige barreiras, gaiolas ou grades para utilização, nem zonas restritas de uso, garantindo a segurança dos colaboradores e das pessoas à sua volta. 

Ergonomia dos colaboradores

O exoesqueleto é uma evolução do posto de trabalho com foco na ergonomia, saúde ocupacional e segurança para os colaboradores. Já são mais de três meses de estudos e testes, realizados em parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – Poli-USP em um laboratório montado dentro da própria Empresa. Esta solução moderna e avançada é inédita na montagem de cabinas no País e na Mercedes-Benz do Brasil. 

 
LEIA TAMBÉM